Jogos

Pokémon Uranium é lançado após nove anos de desenvolvimento

Game criado por fãs finalmente está pronto. Para um jogo indie, traz muitas novidades


       
Foto: Reprodução
 

Criado por uma pequena, mas dedicada, equipe de fãs o Pokémon Uranium busca resgatar a experiência clássica de Pokémon, mas com atualizações e mudanças adicionais. O game tem menu totalmente remodelado com uma usabilidade mais atual, novos itens e gráfico retrabalhado. O destaque é a variação de clima e ciclo do dia, que mostra a preocupação da equipe em fazer um trabalho detalhado. De acordo com o site oficial, há um brasileiro, estudante de engenharia que mora na Inglaterra, na equipe. Ele é identificado apenas como João Vitor.

A história do game se passa na região de Tandor, onde são encontradas aproximadamente 200 espécies de Pokémon, algumas conhecidas e outras inéditas. O ambiente tem oito ginásios, que são fases que o treinador precisa cumprir para disputar a Liga Reginal Tandor, e então se tornar um mestre Pokémon.

O jogo tem uma campanha singleplayer grande, possibilitando mais de 20 horas de jogo sem buscar o 100%. Com certeza é uma diversão obrigatória para os treinadores Pokémons que buscam se tornar mestres um dia. Vale lembrar que conhecemos o conservadorismo da Nintendo e Pokémon Company, por isso, o jogo foi tirado oficialmente do ar, mas está disponível no fórum do Uranium e lá pode ser baixado e testado.

Levando em consideração que o jogo foi desenvolvido todo em RPG Maker, o resultado é um 'trabalho de gente grande'. Se compararmos com os games Red e Blue do GameBoy Advanced, o estilo e jogabilidade apresentados são extremamente fiéis aos games já consagrados.

Pokémon Uranium
 está disponível apenas para PC. A versão para Mac e Linux está em desenvolvimento, sem data de lançamento definida. Não há planos para trazê-lo para Android, iOS, ou outras plataformas móveis.

Jogos

Home > Jogos > null

Pokémon Uranium é lançado após nove anos de desenvolvimento

Game criado por fãs finalmente está pronto. Para um jogo indie, traz muitas novidades

Redação

tambageek@portalamazonia.com


       
Foto: Reprodução
 

Criado por uma pequena, mas dedicada, equipe de fãs o Pokémon Uranium busca resgatar a experiência clássica de Pokémon, mas com atualizações e mudanças adicionais. O game tem menu totalmente remodelado com uma usabilidade mais atual, novos itens e gráfico retrabalhado. O destaque é a variação de clima e ciclo do dia, que mostra a preocupação da equipe em fazer um trabalho detalhado. De acordo com o site oficial, há um brasileiro, estudante de engenharia que mora na Inglaterra, na equipe. Ele é identificado apenas como João Vitor.

A história do game se passa na região de Tandor, onde são encontradas aproximadamente 200 espécies de Pokémon, algumas conhecidas e outras inéditas. O ambiente tem oito ginásios, que são fases que o treinador precisa cumprir para disputar a Liga Reginal Tandor, e então se tornar um mestre Pokémon.

O jogo tem uma campanha singleplayer grande, possibilitando mais de 20 horas de jogo sem buscar o 100%. Com certeza é uma diversão obrigatória para os treinadores Pokémons que buscam se tornar mestres um dia. Vale lembrar que conhecemos o conservadorismo da Nintendo e Pokémon Company, por isso, o jogo foi tirado oficialmente do ar, mas está disponível no fórum do Uranium e lá pode ser baixado e testado.

Levando em consideração que o jogo foi desenvolvido todo em RPG Maker, o resultado é um 'trabalho de gente grande'. Se compararmos com os games Red e Blue do GameBoy Advanced, o estilo e jogabilidade apresentados são extremamente fiéis aos games já consagrados.

Pokémon Uranium
 está disponível apenas para PC. A versão para Mac e Linux está em desenvolvimento, sem data de lançamento definida. Não há planos para trazê-lo para Android, iOS, ou outras plataformas móveis.

TAG